Aprenda a ler os pneus do seu carro

Para a maioria das pessoas, independentemente do tipo ou modelo do automóvel, pneus são todos iguais. Entretanto, há mais tecnologia embutida naqueles quatro (ou cinco) componentes do carro do que podemos imaginar (consulte pneulinhares.com.br/tecnologias/). E é justamente a tecnologia aplicada a cada tipo de uso dos pneus que os tornam diferentes entre si.

Prova disso são as inscrições em alto relevo vistas nas paredes laterais. Essas combinações de letras e números funcionam como o "DNA" do pneu. Elas indicam, por exemplo, as dimensões, o tipo de construção, as características de desempenho e até a data de fabricação daquele componente.

Para entender melhor como essas informações estão expressas ali, vamos tomar como exemplo o pneu Bridgestone B250 Ecopia 165/70 R13 79T:

Bridgestone - nome do fabricante.

B250 - denominação comercial do produto.

Ecopia - identificação de baixa resistência à rolagem.

165 - largura da banda de rodagem em milímetros

70 - altura da parede lateral (70% da medida da banda de rodagem)

R - tipo de construção "Radial".

13 - diâmetro do aro em polegadas.

79 - índice de capacidade de carga (437 kg) (Consultar tabela em pneulinhares.com.br/indice-de-carga/)

T - índice de velocidade máxima (190 km/h) (consultar tabela de índices pneulinhares.com.br/indice-de-velocidade/)

1311 - data de fabricação (Ex.: 13ª semana de 2011).

Compreendendo o significado de cada uma dessas informações, é possível entender a razão de cada tipo de pneu ser especificado para determinado modelo ou versão de automóvel e a importância de não ser substituído por outro de características diferentes. Além disso, fica mais fácil para o motorista ou proprietário encontrar o pneu ideal para o seu veículo, mesmo que aquela versão de componente tenha sua produção encerrada ou se opte por outra fabricante.

 

 

 

 

Palavras-chave: aprenda, a ler, pneus, os pneus, carro, aprenda a ler os pneus, seu carro, aprenda a ler os pneus do seu carro.